A Construção do Mercado de Escolas Bilíngues no Brasil: “O Contexto do Contexto” por Alexander Rebelo Vieira

Anais do III Encontro Cultura e Consumo Brasil

Auditório Prof. Almir Valladares Fraga

COPPEAD UFRJ

Publicado em 13/02/2020 – ISBN: 978-85-5722-419-3 – DOI: 10.29327/iececb2020

Educação Bilíngue

Neste artigo, recorremos à literatura especializada para construir o “contexto do contexto” (ASKEGAARD; LINNET, 2011) do crescimento da oferta de ensino bilíngue no mercado de escolas particulares. Buscou-se uma base teórica capaz de fornecer um terreno sólido para uma posterior investigação empírica a respeito da motivação de pais e famílias em matricularem seus filhos em escolas desse perfil.

Destacam-se os principais pontos discutidos.
Indicou-se que, com base na Sociologia da Educação, a variável de classe social é fundamental para entender a escolha de escola e que o capital social de que dispõem as famílias deve ser considerado como como um importante regulador da informação disponível sobre essas instituições, sendo, portanto, determinante para o comportamento de escolha. Interpretou-se que as classes médias percebem a escola como um veículo de separação dos setores populares e uma estratégia de aumentar as vantagens e oportunidades de seus filhos através da educação, assegurando futuras posições de prestígio na estrutura social.

Mostrou-se que a educação básica foi, tradicionalmente, entendida e avaliada pelas classes médias e altas brasileiras como um veículo para o ensino superior e que o mercado competitivo de escolas privadas se diferenciou pela capacidade de preparar um grupo seleto de estudantes para as universidades de maior prestígio no país. Essas instituições eram, tradicionalmente, as públicas (federais ou estaduais), as católicas e as escolas profissionais mantidas por fundações sem fins lucrativos.

Contudo, as políticas de democratização do acesso ao ensino superior público estariam contribuindo para a sua desvalorização por parte dessas classes. A mudança no significado do ensino superior brasileiro estaria ocasionando, portanto, uma mudança nas expectativas com relação à missão do ensino básico e é possível que os pais das classes médias e altas almejem, em maior escala, que seus filhos cursem o ensino superior fora do Brasil. Esta mudança parece estar conduzindo as escolas a reformularem as suas ofertas.

Por fim, à luz de uma perspectiva “global x local” indicaram-se dois processos de ordem global que provavelmente estão trazendo impactos para a configuração local dos mercados de escola no Brasil: a internacionalização (e englishization) do ensino superior e a internacionalização (e englishization) do mundo do trabalho. Nesse cenário, entendeu-se que as famílias desempenham um papel simultâneo de consumidores e demandantes de novos valores para a educação e que, portanto, devem ser consideradas como importantes agentes dinamizadores do mercado de educação.

Como citar:

VIEIRA, Alexander Rebelo. A CONSTRUÇÃO DO MERCADO DE ESCOLAS BILÍNGUES NO BRASIL: “O CONTEXTO DO CONTEXTO” .. In: Anais do III Encontro Cultura e Consumo Brasil. Anais…Rio de Janeiro(RJ) Auditório Prof. Almir Valladares Fraga, 2019. Disponível em: <https//www.even3.com.br/anais/iececb2020/238815-A-CONSTRUCAO-DO-MERCADO-DE-ESCOLAS-BILINGUES-NO-BRASIL–O-CONTEXTO-DO-CONTEXTO->. Acesso em: 14/02/2020 20:05

Link para dissertação de mestrado:

http://bibliotecadigital.fgv.br/dspace/handle/10438/28587

BIBLIOGRAFIA:
ALMEIDA, A. M. F. The changing strategies of social closure in elite education in Brazil. In: VAN ZANTEN, A.; BALL, S.; DARCHY-KOECHLIN, B. (Orgs.). Elites, privilege and excellence: the national and global redefinition of educational advantage. Abingdon, OX, UK: Routledge, 2015

ASKEGAARD, S.; LINNET, J. T. Towards an epistemology of consumer culture theory: Phenomenology and the context of context. Marketing Theory, v. 11, n. 4, p. 381–404, 2011.
BOURDIEU, P. La distinction: critique sociale du jugement. Paris: Les éditions de Minuit, 1979. BOURDIEU, P. (1998). Escritos de educação. Petrópolis: Vozes.
NOGUEIRA, M. A.; AGUIAR, A. M. S.; RAMOS, V. C. C. (2008). Fronteiras desafiadas: a internacionalização das experiências escolares. Educação & Sociedade, v. 29, n. 103, p. 355376, 2008.
ORELLANA, V.; CAVIEDES, S.; BELLEI, C.; CONTRERAS, M. La elección de escuela como fenómeno sociológico: Una revisión de literatura. Revista Brasileira de Educação, v. 23, n. e230007, p. 1–19, 2018.
ROLAND, N. Choisir une école dans les milieu populaires. Education et Formation, v. 297, p. 75-96, 2012.
SALES, R. C.; GOIA, M. R. Escolarização e consumo distintivo: um estudo sobre a escolha dos pais por uma escola internacional no Rio de Janeiro. In: VIII Encontro de Marketing da ANPAD, Anais …, Porto Alegre/RS, 2018.
SHAFFER, M. A.; KRAIMER, M. L.; CHEN, Y.-P.; BOLINO, M. C. (2012). Choices, Challenges, and Career Consequences of Global Work Experiences. Journal of Management, v. 38, n. 4, p. 1282–1327, 2012.
VAN ZANTEN, A. Choisir son école. Stratégies familiales et médiations locales. Paris: PUF, 2009.

Publicado por Alexander Vieira (21) 99833-4947

Mestre em Administração pela FGV-EBAPE, possui graduação e licenciatura em Letras - Português e Inglês pela UFRJ - Universidade Federal do Rio de Janeiro, MBA Internacional em Gestão Empresarial pela FGV-RJ e The Chinese Hong Kong University, China. Experiência profissional e vivência acadêmica internacional em congressos e cursos nas áreas de educação e administração nos Estados Unidos, Chile, Cuba, Peru, Espanha e China. (21) 99833-4947

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: